Seguidores

24 de março de 2010

Poesia: Como o amor...

COMO O AMOR...
Andando pelas ruas
a olhar as pessoas apressadas...
Ao ver em seus olhos
o reflexo de suas tristeza e magoas...
E em outras o sorriso pela alegria,
o reflexo de seus essencias motivos...
O amor...
Vejo a noite entao perceptivel...
Noite que lentamente cai
trazendo o brilho das estrelas...
Assim como o amor que nos aquece...
mesmo quando o sol já se pôs no Horizonte...





17 de março de 2010

Poesia: Minutos, dias, segundos e horas...

MINUTOS, DIAS, SEGUNDOS E HORAS...Os minutos se executam...
Os dias passam sempre interruptíveis...
Os segundos se discipam no consciente...
As horas são continuas previsívelmente,
E as horas trazem o pôr-do-sol...
Nos minutos ganhamos novas oportunidades...
Nos dias novos amores...
Nos segundos novos inspirares...
Nas horas novos lentos amanheceres,
E as horas trazem novos pensamentos.




13 de março de 2010

Poesia: Pesadelo Obscuro

PESADO OBSCURO
Num tenebroso, familiar e real lugar
em que sonhei nesta noite chuvosa...
Onde só existia solidão, medo e escuridão...
Em uma velha casa como das de campo...
Vejo a chuva pela janela...
Saio então pela porta e não vejo céu algum
nem sequem algo qualquer...
Então dou um passo na escuridão e caio...
Como num abismo, sempre sem fim...
Jamais atingo o chão inexistente, ate acordar.



11 de março de 2010

Poesia: Sobre o vidro

SOBRE O VIDRO
Olhando sobre o vidro transparente...
Vejo os abismos que rodeam esta estrada tenebrosa...
Olhando sobre o vidro transparente
vejo a cidade lá embaixo, profunda
como uma miniatura previsível...
Sobre o vidro vejo o reflexo do vasto céu
que se estende no Horizonte...
Olhando sobre o vidro...
transparente...



Poesia: Criação

CRIAÇÃO
Sobre o Universo extenso (talvez infinito)...
No oculto dos dias de céu azul e das nuvens
as estrelas brilham pulsantemente...
O sol ilumina, incansavelmente...
E enquanto as borboletas voam
o Arco-íris se releva....
E enquanto admirado vejo a criação
vejo também amor em cada toque de existencia.



Poesia: Sem o amor...

SEM O AMOR...Sem o amor não existiria vida...
Não haveria Inspiração para sonharmos...
Não existiria linha no Horizonte do sentimento...
Não existiria profundidade alguma sobre o céu...
Sem o amor,
Os pássaros não cantariam ao amanhecer,
o Sol não teria seu imprescindível calor...
As cores não teriam tonalidades...
Sem o amor, a verdade não seria sincera, jamais
e coração algum bateria pulsantemente.


Poesia: Se eu Pudesse Voar

SE EU PUDESSE VOAR
Se eu pudesse voar...
Sentiria a brisa suave do vento me guiando sem rumo ou direção...
Sentiria as nuvens que se discipam sobre as flores...
Sentiria a Imensidão da Profundidade
que me levaria a entender mais o Infinito...
Se eu pudesse voar...
Veria as Águias que vivem em liberdade sobre as montanhas...
Veria as Florestas ainda não consumidas pela ignorância humana...
Veria do alto as cachoeiras que caem sobre as pedras cristalinas...
E veria os pássaros que cantam esperançosos sobre as Florestas...



Poesia: Amor dos cegos

AMOR DOS CEGOS
O amor é a verdade mais comum...
Sentimento pequeno para os assassinos...
O amor é a condição mais perfeita entre duas pessoas...
O amor é a liberdade desejada pelos carentes...
o amor é a canção dos mudos e o caminho dos cegos.


Poesia: O Verdadeiro amor

O VERDADEIRO AMOR

O amor é a distinção entre uma possibilidade e a decisão...
O amor é o espaço entre a lágrima e o beijo...
O amor é a cor mais almejada pelos cegos...
O amor é a cura, a certeza para os incrédulos...
É o mistério dos carascos e a luz entre quem ama.



10 de março de 2010

Poesia: Definição de Amar

DEFINIÇÃO DE AMAR
Amar é uma modo de Inspirar-se à viver as cores intensas da vida...
Amar é uma maneira de compreender o porque do brilho das estrelas...
Amar é uma maneira de sentir a profundidade ao cair do céu e poder voar...
Amar é o que nos tras à alma o sorriso como reflexão do jubilo...



Poesia: O amor

O AMOR


O primeiro passo para viver é o amor...
O primeiro passo para a paz é amar...
O primeiro passo para a felicidade é se amar...
O primeiro passo para a perfeição é amar ao próximo,
E o primeiro passo para o amor é o passo do destino...
A existencia.