Seguidores

13 de abril de 2010

Poesia: O Amor



O AMOR


A mais exuberante sinfonia jamais criada...
Mais suave e doce do que o canto dos passaros ao amanhecer...
Mais especial do que o ceu azul, profundo e livre de nuvens...
Mais indispensavel do que a imensidão do límpido oceano...
O amor, que nos torna existentes...
O amor, que nos transforma...
O essencial amor...que tras sentido a vida humana.


.

11 de abril de 2010

Poesia: Um pleno momento feliz



UM PLENO MOMENTO FELIZ...


Enquanto os dias passam
continuo a pensar
nos eternos minutos
em que me rendi a total felicidade...
Continuo a pensar
em seus belos olhos, que me refletiam
em desejo de te ter...
No seu doce abraço,
que me trazia conforto e paz...
A plena alegria eternizada
em perfeitos minutos ao seu lado...
As flores dão origem a outras flores...
O tempo continua, jamais para ou volta...
As estrelas brilham, jamais descansam...
As nuvens se vão, mas sempre voltam
trazendo chuva para as flores...
O que eu sinto não poderia se comparar a nada,
Eu te Amo.


.

9 de abril de 2010

Poesia: Sem você

SEM VOCÊ

Ao olhar pelo caminho ao horizonte
e ver o Sol se transpondo,
E ao ver ao meu lado
apenas minha sombra,
que se vai logo ao anoitecer...
Penso em ti, como meu Sol...
que ilumina o adverso caminho
em que ando...
Sem você...
Seria consumido pela escuridão...
E estaria sozinho, em silêncio,
carregando comigo nada além
da tristeza de não te ter.




4 de abril de 2010

Poesia: Ruas Obscuras

RUAS OBSCURAS


Tristes ruas, sem cor...
Fadados caminhos ao insipido,
ao silencio se entregam e permanecem...
Sobre as Avenidas que florescem do amor,
as pessoas em seus continuos andares
veem o Sol que remanesce de um longo dia...
Do frio que se compoe pela manhã
ao constante som dos carros sobre a noite...
Ali estao...Ruas obscuras, sem poesia.